Familiares de Queiroz não comparecem a depoimento no Ministério Público

ANA LUIZA ALBUQUERQUE
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – Os familiares de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro citado em relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), não compareceram ao Ministério Publico do Rio para prestar depoimento agendado nesta terça-feira (8).

Em petição, a defesa de Queiroz informou que ele estava internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, para tratamento de um câncer intestinal. Suas duas filhas, Nathalia e Evelyn Queiroz, e sua mulher, Marcia Aguiar, segundo o ofício, não poderiam comparecer ao depoimento porque o acompanham no tratamento.

A informação foi revelada pelo jornal O Globo e confirmada pela reportagem. A assessoria do Albert Einstein informou no início da tarde que o ex-assessor teve alta nesta terça. Ele havia dado entrada no dia 30 de dezembro. Não foram divulgados detalhes do estado de saúde.

O advogado de Queiroz, Paulo Klein, disse à reportagem que o ex-assessor passou por cirurgia no dia 1°. A defesa pediu que os depoimentos sejam marcados para o fim do tratamento, sem previsão de data.

Flávio Bolsonaro foi convidado pelo Ministério Público para depor na quinta-feira (10). Ainda não está certo se ele irá comparecer.

Compartilhe

Redação Cariri em Ação

Leia mais notícias em caririemacao.com, siga nossa página no FacebookInstagram e Youtube e veja nossas matérias, vídeos e fotos. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Cariri em Ação pelo WhatsApp (83) 9 9634.5791, (83) 9 9601-1162.